Saiba dizer NÃO até para o seu chefe

Uma grande falha entre aqueles que ocupam cargos como subordinados é a de não saber dizer NÃO para determinadas situações, principalmente, quando a demanda parte de um superior.

É muito comum as pessoas levarem em consideração a máxima “Manda quem pode, obedece quem tem juizo” como se fosse uma norma estabelecida e irrevogável. Mas não é bem assim. Tal atitude tem o seu lugar mas na maioria dos casos deve ser desconsiderada, pois não é nem um pouco benéfica… para nenhuma das partes.

Saber dizer “não” é extremamente necessário e, quando cabido, é de uma importância fundamental para o bom andamento dos processos e do sucesso dos projetos.

Claro que nem sempre é fácil contradizer uma ordem de um chefe. Ainda mais quando este é prepotente. Mas exatamente por isso é preciso aprender a dizer “não” com positividade.

Dizer NÃO com positividade!! Isso existe?

Quando nossa resposta é “sim” quando deveria ser “não”, estamos mentindo ou omitindo e, pior, nos comprometendo com algo que não nos trará prazer de realizar. No fundo, o “sim” é uma grande agressão a nós mesmos e não sendo efetivo, acarretará em vários problemas, entre eles, um atendimento medíocre e fraco à demanda. Um “sim” indevido é carregado de perda de tempo, tanto para o demandante como para o demandado. Muito provavelmente, o trabalho precisará ser refeito por quem tem verdadeira disposição e competência para o “sim”.

Muitos que dizem “sim” indevidamente, querem no fundo apenas agradar, mostrar um ar de bonzinhos, de prestativos, mas a sinceridade é sempre melhor que qualquer tentativa de agrado.

Antes de responder “sim”, pare e pense: Você vai se sobrecarregar com a tarefa demandada? Vai tirar seu foco do que é importante? Vai valer a pena? Você vai conseguir cumprir? Vai ter tempo para fazer ou conseguirá atender o que se pede no tempo estabelecido? O que você entregará será de qualidade? Dependendo das respostas o seu “não” pode ser positivo ou não.

Um “não” positivo é quando você tem a clareza de que deve (e conseguirá) dar o seu máximo pelo resultado sob sua responsabilidade e competência. Caso contrário, não perca seu tempo.

As empresas de hoje estão cada vez mais levando em consideração a capacidade de seus funcionários de contribuir para a geração de resultados. E isso leva ao claro entendimento de que um “não” de vez em quando é necessário.

O “não” e suas vantagens

Dizer “não” tem suas vantagens. Uma delas é mostrar o lado correto de fazer as coisas. É melhor dizer “não” e revelar o jeito adequado de gerar resultados, que dizer “sim” e ao final se arrepender e gerar frustração. O ‘não” exige uma mente aberta para opiniões adversas e novas ideias. O “não” é amigo da pluralidade. É próprio dos que sabem “pensar fora da caixa”.

Um “não” deve ser dado sempre com uma contraproposta ou pelo menos uma razão concreta para a negativa.

O “não” traz em si o foco no que é correto. São eliminadas as distrações e as procrastinações. O “não” traz para quem o dá a responsabilidade da prova e do resultado eficaz e eficiente.

Steve Jobs

Como dizer corretamente o NÃO

É claro que não é porque você leu este artigo que, a partir de agora, passará a dizer “não” para tudo. Exageros nunca são bons. Como já ficou claro, todo “não” comunicado deve trazer uma contraproposta  ou uma justificativa concreta e plausível. Por esse motivo, a melhor forma de expressar a negativa é explicando o motivo da mesma e como a opinião em adversidade é relevante. Salientar como é fundamental contemplar o quadro por outro ângulo. Realçar a eficácia do pluralismo.

Uma negativa nunca deve ser apresentada com rudeza e preconceito, mas com sabedoria e classe. Considere que você não pode fazer promessas vazias. Verifique se dizer “sim” lhe permitirá continuar competente no que faz ou irá atrapalhar seu ritmo de trabalho.

Antes de mais nada, procure escutar atentamente o que é demandado. Analise sua situação e o que será preciso para que sua resposta seja à altura do que se espera. Uma vez percebendo que haverá atropelamentos nas diversas atividades que já fazem parte da sua competência, o “não” será imperativo. Assim, adote o seguinte procedimento: primeiro, elogie a ideia original como tentativa de promover uma solução. Em seguida, fale que apesar do mérito da proposta algo precisa ser melhorado, e mostre então o que está errado; o que está faltando; o que não ficou claro; e/ou o que não faz qualquer sentido. Por fim, revele uma nova ideia com provas irrefutáveis, consolidando o seu “não”, garantindo a excelência; ou simplesmente decline da demanda, justificando não ter condições de atender ao que é pedido, pois do contrário você não só não conseguirá cumprir com o esperado, como ainda se prejudicará no que você já é exigido.

Nunca resmungue. Nunca se faça de vitima. Seja profissional e dê um “não” consciente de que é a melhor resposta. Mostre que a sua hora será melhor aproveitada a partir do “não” respondido.

Conclusão

Se seu chefe é daqueles que não sabe receber uma resposta negativa aos seus pedidos, informe-o que você tem as melhores intenções e que é melhor ele ter ao lado dele pessoas que saibam dizer não por justificativas compreensíveis, a ter bajuladores, “puxa-sacos” e covardes, que não ajudam em nada, apenas querem só agradar.

Barack Obama

Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado a ser um melhor profissional. Desejamos sucesso para você em todos os seus empreendimentos.

Este artigo foi escrito por Aldo Marques, coach, idealizador do programa Vencer Agora, analista comportamental de assessment DiSC, colaborador do site Kaizen Talentos Humanos.