Você não está mais entusiasmado com seu trabalho?

Frequentemente, ouço pessoas confessarem que estão extremamente estressadas e sem ânimo para continuarem a fazer o que fazem em seus empregos ou empreendimentos. Falta-lhes entusiasmo. Vejo com muita tristeza pessoas que, tendo se dedicado loucamente à carreira por longo tempo, chegam a um ponto em que nada mais as encanta. Em certo momento, elas se encontram completamente desorientadas, sem saber o que fazer. Não sabem que rumo tomar porque, por toda a vida só fizeram aquilo a que estão acostumadas.

Pessoas assim tendem a sofrer grande frustração pela não realização de seus objetivos. Acham que perderam tempo, desperdiçaram parte da vida. Sentem-se completamente desestimuladas a continuar, mas não sabem fazer nada diferente.

Tenho atendido algumas pessoas nessa situação o que detecto é uma tremenda falta de entusiasmo. Mas… o que é entusiasmo?

A palavra entusiasmo vem do grego (in + theos) e significa ter um deus dentro de si. Os gregos eram politeístas, isto é, acreditavam em vários deuses. A pessoa entusiasmada era aquela que era possuída por um dos deuses e por causa disso poderia transformar a natureza e fazer as coisas acontecerem. Assim, se você fosse entusiasmado por Deméter (em grego: Δημήτηρ, transl.: Dēmétēr), deusa da Agricultura, (na mitologia romana, Ceres) você seria capaz de fazer acontecer a melhor colheita, e assim por diante. Segundo os gregos, só as pessoas entusiasmadas eram capazes de vencer os desafios do cotidiano.

Dito isso, podemos deduzir que só há uma maneira de ser entusiasmado: agindo entusiasticamente!

Não é a realização pessoal ou profissional que traz o entusiasmo. Ao contrário, é o entusiasmo que traz tanto a realização pessoal como a profissional.

Lição nº 01:

Assim, apresento a primeira lição deste artigo: se formos esperar as condições ideais para ficarmos entusiasmados, jamais nos empolgaremos com qualquer coisa, pois sempre teremos razões para não enxergarmos as maravilhas daquilo que temos como foco. O entusiasmo é algo que vem de dentro para fora. Está em nós e precisa ser descoberto, trabalhado e transbordado, impulsionando todo o nosso ser para a ação.

A atitude positiva de encarar e perceber o melhor das coisas, sempre buscando o crescimento e aperfeiçoamento é chamada de Mindset Positivo ou Mindset Empreendedor.

Mindset (configuração da mente) é a linha de raciocínio que direciona a vida das pessoas.

Ter uma atitude mental positiva contribui para que possamos atingir nossos objetivos, pois quando buscamos conhecer e aprender com afinco e interesse o caminho a ser percorrido para obter o que desejamos, confiamos que a conquista é possível e acreditamos que vamos conseguir.

Já o mindset negativo é exatamente o contrário, isto é, render-se ao fracasso e desistir de, até mesmo, tentar ou continuar tentando.

Qual atitude mental você escolhe adotar?

Lição nº 02:

Qualquer que seja a sua escolha, a partir dela você deverá agir, seja positiva ou negativamente.

Toda ação nasce no pensamento, isso já é sabido, mas em uma análise mais apurada, podemos ver que há mais fatores que se associam para formar e conceber uma ação.

Em geral, um processo de ação acontece da seguinte maneira: tudo se inicia com a percepção das coisas. Essa percepção vem dos sentidos. Descobrimos o mundo através da audição, da visão, do olfato, do tato e do paladar. Algumas pessoas são dotadas de percepções mais apuradas que outras. Há aquelas que também são sinestésicas, ou seja, que possuem a capacidade de cruzar sensações diferentes em uma só impressão.

A partir dos nossos sentidos, racionalizamos o que percebemos, isto é, pensamos. O pensamento é a forma de refletirmos e questionarmos por que as coisas são como são e por que não são diferentes.

Da união da percepção com o pensamento, um sentimento pode ser gerado. Essa emoção nos leva a agir para transformar o que nos tocou. A emoção é a etapa anterior à ação. Da ação vem o resultado, fechando assim o ciclo, pois todo resultado pode ser mensurado, provocando novas percepções.

Veja o gráfico abaixo para compreender melhor o processo da ação:

Processo da Ação

Conclusão:

Não devemos esperar que algo nos entusiasme, ao contrário, devemos adotar uma atitude mental positiva, cheia de entusiasmo, se queremos transformar aquilo que nos incomoda. As mudanças que desejamos estão sob nossa responsabilidade. Nossa vida é feita de escolhas e as decisões que tomamos ditam o rumo da vida que levamos. Se estamos insatisfeitos com algo, se realmente este algo nos incomoda, cabe a nós agirmos para construir um ambiente melhor em nosso trabalho, ou mesmo em toda a nossa vida.

Este artigo foi escrito por Aldo Marques, coach, idealizador do programa Vencer Agora, analista comportamental de assessment DiSC, colaborador do site Kaizen Talentos Humanos.